O Livreiro de Cabul


"De todos os lados, as pedras voavam contra o poste, a maioria acertando o alvo. A mulher não gritou, mas logo se levantou entre a multidão um homem forte. Tinha encntrado uma pedra especialmente grande e angulosa, e jogou-a com toda a sua força, após ter mirado cuidadosamente o seu corpo. Acertou-a na barriga, com tanta força que o primeiro sangue desta tarde se mostrou através da burca. Foi o que fez a multidão exultar. Uma outra pedra do mesmo tamanho acertou o ombro da mulher. Provocou sangue e aplausos." (James A Michener, Caravanas). Esse texto é citado no livro "O livreiro de Cabul" de Asne Seierstad, Editora Record, um campeão que ficou nas litas dos mais vendidos do mundo em 2003. Depois da queda do Talibã, uma jornalista norueguesa morou três meses na casa de um afegão e suas duas mulheres. O livro revela toda a dor e angústia de ser mulher numa cultura islâmica. Cada parágrafo é como um soco no estômago de tão forte, arrasador, chocante. Que inferno deve ser existir numa cultura religiosa de tal calibre. Todos nós, cristãos, deveríamos despertar para tratar as mulheres com o devido apreço, respeito e consideração. O que acontece, infelizmente, é a vontade de muitos "santos, santos e santos", em nome de uma fé adoecida, humilhar, escravizar e ultrajar cada vez mais as mulheres. "Mas, eles, são muçulmanos, pastor! Nós somos civilizados!" Não se esqueça que os fariseus também babavam quando tinham uma suposta adúltera para apedrejar. Pelo que sei, eles continuam vivos e ativos na cadeira de Caifás.

Um comentário:

Anônimo disse...

PASTOR,APRECIO DEMAIS OS TEXTOS QUE ESCREVE,É PALAVRA DE DEUS PARA OS LEITORES DESSE BLOGGER,SÃO MENSAGENS QUE NOS LIBERTA,NOS CURA NOS ENSINA A TER UMA VISÃO MELHOR DO MUNDO Q ESTAMOS ENSERIDOS,ENSINANDO-NOS A VIVER MELHOR E EM CRISTO,OBRIGADA PELA SUA DEDICAÇÃO PARA COM O SEU REBANHO. QUE O NOSSO DEUS CONTINUE A CADA DIA A DERRAMAR BENÇÃOS E+BENÇÃOS SOBRE SUA VIDA E DE SUA FAMÍLIA.EDILENE

Receba mensagens desse blog no seu E-mail