A infalível "arma" da outra


Nos tempos mais antigos (30 anos já e antigo para a natureza dessa postagem), a “outra” escondida no anonimato, sonhava com o dia em que ele cansasse da esposa e viesse morar com ela. Geralmente, isso nunca acontecia. O homem ficava com a esposa para uso social e com a amante para uso sexual. A esposa sabia da existência da outra. Se não, todo mundo sabia e ela só desconfiava. Não era raro acontecer de num funeral os mais argutos verem duas mulheres chorando pelo mesmo defunto. Cada uma de seu modo, cada uma com sua carência. O mundo mudou. Agora, a “outra” não apenas sonha em ser a mulher do marido. Ela vai à luta. Algumas mandam fazer ligações anônimas para a esposa sugerindo que seu esposo está em outra. Quando a insinuação não surte o efeito desejado (a separação do casal, depois de uma crise de ciúme homérica), ela usa a sua mais infalível arma: fala pessoalmente com a esposa de seu amante. Conta tudo. Diz em quantos motéis foram, revela as preferências sexuais dele, conta onde ele passou o Natal e o Fim de ano. A intenção? Um inesperado surto de remorso? Pena da mulher enganada? Que nada! Por trás da confissão há somente o desejo velado de que a esposa acabe o relacionamento, peça o divórcio, expulse o adúltero. Nada sublime, tudo tragicamente baixo. A atriz Suzana Vieira acabou o casamento depois de um telefonema esclarecedor da “namorada” do marido. Pastor, o que fazer? Sei que dói, sei que ser traído ou traída é de lascar, mas, sinceramente, o marido é seu. Vai entregar de mão beijada a “outra”? Lute pelo seu esposo. E vou além, mesmo sabendo que vai chover reclamação no e-mail: lute pela sua esposa. Isso mesmo. Seja mais sensual, romântica, carinhosa, gentil, meiga, fogosa... Compreenda seu marido. Antes de por fim a um relacionamento, tente trazer seu cônjuge para seu colo de novo. A outra que procure outro. A outra que se arrependa. A outra é uma estranha no ninho. Não torne a vida dela melhor, abrindo mão daquilo que é seu por direito: seu marido. Não se alie a "outra" contra você!

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail