O poder do mal


Terminei de assistir a Lista de Schindler, a obra-prima de Spilberg sobre o Holocausto. Simplesmente, magnífico. Tocante. Logo em seguida, fiz um pequeno estudo sobre a ação do mal nos relatos bíblicos e em seu estrago causado em nossa geração. Lendo os textos do Novo Testamento sobre a maldade, encontrei um que queria compartilhar com você. Finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, cheios de amor fraternal, misericordiosos, humildes, não retribuindo mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; porque para isso fostes chamados, para herdardes uma bênção. Pois, quem quer amar a vida, e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano; aparte-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atento à sua súplica; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. Por fim, compartilho, sete motivos por que devemos evitar ser agentes do mal:

1. O mal nos transforma em satanazes! O mal nos demoniza, nos diaboliza.

2. O mal subtrai da gente nossa humanidade. Viramos minerais, insensíveis, psicóticos quanod nos entregamos à pratica do mal.

3. O mal termina fazendo mal a gente mesmo. Ninguém é mais vítima do mal que aqele que torna o mal realidade. le inferniza os outros, mas morre junto.

4. O mal nos transfigura em filhos do diabo. Viramos filhos do diabo quando fazemos o mal, pois o diabo é o pai de toda maldade e tem enrome prazer em infernizar a vida das pessoas.

5. O fim de quem pratica o mal não é nada bom. Não conheço ninguém maligno, maldoso, que tem um fim bom. Só tem um fim bom quem, sendo maldoso, se converteu no processo. Caso contrário, é inferno em vida e inferno na morte.

6. Quem pratica o mal nunca experimentará o bem que só o bem faz. Não há final feliz para os que se entregam a maldades.

7. Quem pratica o mal, a si mesmo se destrói. A maldade praticada tem o poder de arruinar quem a pratica. Primeiro, aos poucos, atinge a mente, as emoções, o corpo. Por fim, arruína totalmente a espiritualidade de quem por ela pensa que vive.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail