Marido bebê-zão

Umas das mais violentas críticas das mulheres é sobre a pouca maturidade ou a maturidade nenhuma de alguns homens. Aqui mesmo no blog, uma esposa chegou a chamar seu marido de bebê-zão, um neologismo que revela que ela se casou com um meninão. O marido de algumas mulheres são, de fato, mimados, dependentes das mães, incapazes, indecisos e subservientes. Antes de mais nada, o que você acha da maturidade de uma mulher que se casa com um ameninado? Não seriam ambos bebê-zões? Creio que dificilmente acusações e brigas mudarão a personalidade de alguém que foi superprotegido, paparicado e mimado. Ainda com 100 anos, ele pensará como se tivesse 14. Alguns homens se convertem e mudam. Tornam-se melhores esposos e pais. Outros, nem com conversão se convertem em gente madura e confiável. Eu jamais aconselho um bebê-zão a se rebelar contra a figura da mãe para virar uma sombra de sua esposa. Aconselho o bebê-zão a deixar de ser satélite das duas. Homem só presta... homem! E, tenho certeza, o feminino se completa mesmo é no masculino. Se quem me lê é um marido imaturo, procure viver o papel masculino no casamento – tenha prazer em ser o provedor de sua família, em dar prazer a sua esposa e ser o principal responsável por tudo que acontece em sua casa. Tente e sinta como é gratificante ser o que o Senhor nos criou para sermos! Se quem me dá o privilégio da leitura é uma esposa de um meninão, não o atormente com críticas e acusações, mas tente mostrar que ele é o rei da casa. Ele já teve uma matriarca. Não seja você mais uma mulher a arruinar a auto-imagem dele. Ah, e eu ia me esquecendo: páre de chamar ele de "filho". Ele nunca foi seu filho, ele é seu macho.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail