Por amor aos católicos romanos


A única coisa que realmente sacia sede é água. Refrigente esfria, mas não desedenta. Afirmo isso porque a única coisa que dá descanso à alma é o Evangelho. A religião é o refrigerante da fé. Esfria, acalma, dá a sensação de que a sede foi embora, mas só. Todos os ritos, as cerimônias, os objetos sagrados amansam, mas não transformam gente em ovelhas do Senhor. A religião jamais ligou nem ligará ninguém a Deus. Só faz dar a sensação. A gente não encontra Deus ou se aproxima mais de Deus ou é amado por Deus através de objetos, amuletos, rezas, terços, velas, véus, novenas, missas... Isso nunca foi estipulado por Jesus Cristo. Outro erro grave é a imitação. Assisto consternado os padres dublando o que há de pior na seara evangélica. Carregar Bíblia e cantar hinos evangélicos não faz de ninguém um Evangélico. Parecem dizer: "o que dá certa pros crentes? vamos imitar para estancar o êxodo para as igrejas deles!" O preço de nossa eterna redenção foi pago por Jesus Cristo. Não preciso fazer nada para Deus me ver. Por favor, não confunda Igreja de Jesus Cristo com torcida organizada. Analise o mal que a religião faz aos próprios líderes romanos. Tanta gente esquizofrênica dizendo que "fala em línguas", tanta gente boa sendo obrigada a não casar, tanta gente infeliz porque não pode usar camisinha. Tanto evangélicos quanto católicos não precisam de "Pepsi religiosa". A Água da Vida está bem aí, pertinho de você. Vá direto à fonte, é uma Pessoa, Jesus, não uma agremiação religiosa - por mais antiga que seja.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail