Mais coisas que aprendi



Paulo aprendeu a viver contente apesar de toda adversidade. Já aprendi a contentar-me com o que tenho. Ele aprendeu com Jesus a ser feliz a despeito de toda circunstância desfavorável. Realizou culto de meia-noite, quase sozinho e no escuro, depois de ter sido humilhado, torturado e preso. Aprendeu que, quando estava fraco, aí era realmente forte. Aprendeu que existem perigosos falsos irmãos. Aprendeu que Deus abre porta larga e espaçosa, mas são muitos os adversários. Eu também aprendi. Não tenho a envergadura nem a personalidade do apóstolo, mas creio que sou homem como ele, sujeito às mesmas paixões e alvo da mesma Graça. Aprendi, por exemplo, que o orgulho e a inveja são os piores pecados dos líderes evangélicos; que muitos evangélicos caluniam e fofocam com a mesma desfaçatez dos ímpios; que até a pior tribulação concorre para o meu bem; que o homem pode ser mais maligno que o diabo; que Deus é soberano mesmo e que somos barro mesmo; que ser paciente é necessário para quem quer vencer; que o projeto de Deus para mim é infinitamente melhor que os planos que tracei para minha vida; que quem faz a Igreja crescer não são os métodos humanos, mas a unção do Espírito Santo. Aprendi a ser misericordioso com quem peca. Aprendi que o não de Deus sempre me fez muito bem posteriormente. Aprendi que a gente pode ser religioso sem ser cristão. Aprendi, enfim, que a natureza humana é má, mas, glória seja dada ao Senhor, Deus é amor!

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail