Conversa com dois jovens


Trabalho 80 quilômetros longe de onde resido. Todo dia, vou e volto. Num desses dias, esperando o ônibus, um carro parou e, de dentro, me chamaram: "pastor, entre!" Olhei e vi dois jovens. O motorista parecia realmente feliz em me ver. A moça ao lado dele era discreta e parecia feliz também. "O senhor me conhece?", perguntou o rapaz. Para não se indelicado, fiz que não ouvi. Absolutamente, não o conhecia, apesar de parecer um rosto que já tinha visto. Sou péssimo para guardar fisionomia e nomes. "Ela é minha namorada. Somos da Igreja ########." Uma igreja bem talibã. Continuou: "Como vai a Maranata? Sei que está crescendo! Está presente em quantos bairros e cidades?" - "Bem, respondi, sou respnsável por uns dez templos na região". "Sabe, pastor, queria muito falar com o senhor... não concordo com as doutrinas humanas de onde estou..." A moça ajudou: "Tem muita políticagem e injustiça". Eles disseram que havia muito farisaísmo, que a igreja parara no tempo, que havia muitos esquisofrênicos entre eles. Conversamos como a Igreja se transformou em sinagoga, como o amor é apenas uma isca para atrair novos adeptos sem ressonância nas relações depois de "convertidos", como os fariseus se tornaram donos de mansões nas praias, como Jesus fez um chicote e bateu forte nos vendilhões e hipócritas que pensavam ser donos da Igreja, como a questão sexual é pervertida pelos líderes religiosos... Eles pensavam a vida como eu penso! Membros de igrejas legalistas que sofriam debaixo do jugo da lei, mas que entendiam a Graça e ansiavam por viver essa Graça. Eles me deixaram em casa. Não cito os nomes deles por temor que sejam perseguidos. Eles disseram que haviam me visto pregar pelo menos duas vezes. "O senhor prega o Evangelho... essa é a diferença, pastor", disse a moça. Sorri, grato ao Senhor. Sabe o que eu estava falando com o Pai enquanto esperava o ônibus? "Daqui a 10 anos, com 50 anos de idade, eu vou deixar de ser pastor... acho que ninguém mais tá entendo a mensagem do Evangelho... não vale a pena malhar em ferro frio, Senhor..." Ouvindo aqueles dois, o desânimo passou.

2 comentários:

Allyne Evellyn disse...

Pastor Geraldo, as vezes eu me pego pensando no futuro da igreja e percebo que nós, os jovens, temos MUIIITOOOO o que aprender com vocÊ!
Pois futuramente alguns de nós serão os líderes, pastores, evangelistas e temos que aprender agora...Mas não aprender a lei, as tradiçoes de uma dada doutrina mas CRESCER NO CONHECIMENTO E NA GRAÇA DE CRISTO.
Sabe pastor acho que você vai ter que pregar até os 125 anos que pretende viver (kkk) pois há muitos jovens que precisam ser alcaçados pelos seus ensinamentos que podem mudar o futuro da igreja!

Deus te abençoe!
Nós jovens amamos muito você!

Annaraí disse...

Pr. A irmã Allyne tem razão vc vai pregar até seus 125 anos, sei q há momentos de desânimo pq as pessoas são incompreensíveis assim como suas atitudes também são, mas lembre "Podemos TODAS as coisas naquele que nos fortalece" prova disso foi Deus colocar essas pessoas no seu caminho p/ o senhor repensar um pouco...
Paz!!!!

Receba mensagens desse blog no seu E-mail