Igrejas que amam... doutrinas!


Em nome da pureza e da santidade, muitas Igrejas passaram a idolatrar usos e costumes, estatutos, leis e regulamentos. Para seus líderes, as tradições são mais relevantes que a vida humana, imagem e semelhança de Deus. Vejo, consternado, cristãos que são excluídos de suas comunidades porque cortaram o cabelo, usaram uma calça jeans, deixaram o bigode crescer, entre outras enormes iniqüidades. Jesus alertou que este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. A Igreja de Jesus é Betesta, Casa de Misericórdia. Muitos templos, infelizmente, se transformaram em Sinagoga de Satanás, lugar de opressão. Lá não tem um pastor que ama e cuida, tem um bruxo que amaldiçoa e suga! Trouxeram uma mulher pega em adúlterio e lançaram-na aos pés de Jesus. A lei manda apedrejar. E tu, que dizes?, perguntaram. Jesus foi firme: Quem não tiver pecado, atire a primeira pedra. A resposta que os fariseus ouviriam hoje de certos lábios seria: dá cá meia dúzia de paralelepipedos... dificilmente erro dessa distância! Não prego o liberalismo em nome de um falso amor. Deus nos livre desta outra cilada do Diabo! Advogo que a Igreja, simplesmente, volte a amar as pessoas como Jesus amou.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail