Aprendendo a ser pai com o Pai do filho pródigo


Lendo Lucas 15, no texto que fala sobre o relacionamento de um pai com o filho que lhe pede a herança e parte para um terra distante, aprendo muito sobre paternidade. O Pai do filho pródigo precisa ser, com certa urgência, (re)descoberto como um magnífico exemplo de paternidade. Aprendo com ele muitas coisas realmente edificantes. Por exemplo, aprendo com o Pai da parábola que 1) pai de verdade precisa entesourar para seus filhos. Deixar herança deve ser um prazer para um pai. 2) pai de verdade pode ser abandonado pelo filho.... 3) pai de verdade impõe limites para seus filhos. Se quiser pecar, aqui em casa, não! 4) pai de verdade nunca deixa de ser pai, mesmo quando seu filho se torna rebelde e indiferente. 5) pai de verdade sabe esperar a volta do filho. 6) pai de verdade ama, beija, chora e abraça seu filho, apesar de suas falhas. 7) pai de verdade jamais abandona o filho. 8) pai de verdade dá o melhor que pode ao filho. 9) pai de verdade nunca trata filho como empregado. 10) pai de verdade se alegre com o retorno do filho. Não fica magoado por causa da metade da herança disperdiçada.

Um comentário:

Josi Leal disse...

Espero meu filho pródigo de braços abertos pois, creio que o Senhor Jesus já está operando um milagre na vida dela. Eu creio no meu Deus pois, ELE tem feito maravilhas na minha vida. Glorifico o nome do Senhor Jesus por me permitir passar por tudo que já passei este ano e por me dá a oportunidade de todos os dias orar pelos meus filhos,pois foi vivendo estes sofrimentos que renovei na FÈ. Amém.
Josi Leal

Receba mensagens desse blog no seu E-mail