Não tenha medo de ficar rico


Desde crianças, somos mal-educados sobre o uso do dinheiro – seus vários perigos e como ele pode ser bom demais para a gente. Não se trata de maldade por parte de nossos pais, mas de ignorância mesmo. O brasileiro parece ter repulsa por quem tem dinheiro. Ou inveja. Não sei o que é pior. É melhor ter saúde que ter dinheiro!, dizem e a gente repete, com um rostinho de humildade, interiormente se congratulando por sermos tão “puros”. O problema é que a antítese de saúde é enfermidade - não dinheiro. O contrário de prosperidade é miséria – não saúde! O melhor é ter saúde e ter dinheiro. Ruim é estar doente e não ter dinheiro. Misturamos tudo e saímos vida a fora, inimigos da prosperidade. O que devemos rejeitar é ser servo do dinheiro. Todas as minhas células rejeitam adorar dinheiro! Adoro somente ao Senhor. Mas, em Cristo, posso experimentar vida com abundancia – quer espiritual, quer material. João faz votos pela prosperidade da gente: “desejo que te vá bem, assim como bem vai a tua alma. Deuteronômio 28 fala da prosperidade dos que temem ao Senhor. Leia todos os textos que fala sobre bem-aventuranças. No primeiro salmo, escrito está e está bem escrito que o justo “tudo quanto fizer prosperará”. Muitos homens de Deus foram prósperos e não negociavam a fé, entre eles cito Jó e Daniel. Todo cuidado é pouco com a ganância, a avareza, a cobiça – enfim, com o amor ao dinheiro. Mas, isso não deve nos empurrar para o lado oposto – o amor à miséria e à mediocridade financeira.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail