Atração fatal


Adrian Lyne dirigiu Atração Fatal (Fatal Attraction) em 1987. Trata-se de um drama e de um suspense muito bem dirigido. Concorreu a seis Oscars (prêmio máximo da academia de cinema americano), incluindo o de melhor filme, o que comprova que o trilher teve seu valor reconhecido pelo público e também pela crítica. Dan Gallagher (Michael Douglas) é um advogado que conhece uma colega charmosa e arrojada, bem diferente de sua esposa, prosaica e romântica. Alex Forrest (Glenn Close, performance espetacular) mantém, por um curto período que dura somente enquanto a esposa de Dan está em viagem, um tórrido caso de “amor” com ele. Porém, quando ela volta, Alex não quer mais sair da vida de Dan. Passa a perseguí-lo, ameaça sua esposa e sua filha, chantageia e revela todo o seu ser interior – o que, definitivamente, é horrível de se ver, quanto mais de se apaixonar. O que Dan pensava que ia ser uma maravilhosa aventura amorosa se transforma, aos poucos, numa realidade que lhe faz gelar o sangue nas veias. Ideal para quem está pensando em pular a cerca. Excepcional para quem não entende como interage uma alma feminina. Para o homem pode haver sexo sem afeto. Para a mulher é quase impossível dissociar um do outro. Dan não quis ou demorou a entender isso, por isso terá que salvar sua pele e resgatar o que restou de seu casamento. Preste atenção como reagem a sogra, a esposa, a filhinha e a amante de Dan. A alma feminina está todinha ali. Imperdível.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail