A fé sem obras é morta


Esses são definitivamente tempos difíceis. Como profetizou Paulo, os homens dos últimos tempos são amantes de si mesmos, cruéis, mais amigos dos prazeres que amigo de Deus, incontinentes, irreconciliáveis, sem afeto natural - resumindo, gente ruim. Essa maldade contra outros seres humanos e contra a natureza é a marca da humanidade do final dos tempos. Muita gente geme de fome, a terra geme de dor. Na verdade, nem as "igrejas", tanto evangélicas quanto católicas, parecem estar preocupadas em cuidar de pessoas e da terra. É inacreditável o que li num jornal evangélico. O articulista, um dos pilares da ortodoxia da denominação, afirmou que a crescente preocupação com o planeta é coisa do diabo! A teologia de muita gente é doentia até o absurdo. Deus fez o homem e o pôs no Éden. Se não existisse diabo, Nova Era, pecado, Igreja nem teologia, a humanidade viveria harmonicamente no mundo. A terra também geme, aguardando a redenção. Por causa do pecado, todos perderam, tanto os seres humanos como o planeta em que habitamos. Mas, o que esperar de uma liderança cristã evangélica e católica que só pensa em ser artista, rotula todos os não-cristãos de ímpios e sonha voluptuosamente com o poder político? Até a caridade de muitos religiosos é falsa.Tem gente que usa "fazer o bem' somente com o objetivo de aumentar o número de prosélitos. Como não tenho que me preocupar com a doutrina dos outros, a Igreja precisa viver o Evangelho de Jesus Cristo, já.
A gente sozinho não pode fazer tudo, mas dá para fazer muito. Não desperdice comida. Não chute nenhum sapo. Não acenda fogueira na noite de São João. Não desperdice água. Economize energia. Envolva-se com o ministério beneficente de sua denominação. Visite hospitais para ouvir os enfermos e orar com e por eles, não para esfregar um folheto no rosto deles. Uma fé viva produz obras simples e marcantes. Uma fé morta não consegue se esconder, se denuncia através de obras mortas.

Um comentário:

Annaraí disse...

"Não desperdice comida. Não chute nenhum sapo. Não acenda fogueira na noite de São João. Não desperdice água. Economize energia. Envolva-se com o ministério beneficente de sua denominação. Visite hospitais para ouvir os enfermos e orar com e por eles, não para esfregar um folheto no rosto deles.Uma fé viva produz obras simples e marcantes. Uma fé morta não consegue se esconder, se denuncia através de obras mortas." Amém !!!! é nessas atitudes simples q podemos demonstrar o amor pelos nossos semelhantes e fazer a diferença nesse mundo.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail