Nossos filhos


Esse é um tempo de marcar posições, inclusive com relação a filhos. Por isso, imploro aos pais:


1. Não mate seu filho! Quer seja com tiro, facada, jogando do 6o. andar de um prédio ou através de aborto. Filhos são herança do Senhor, não brinquedo que pode ser descartado quando a brincadeira perdeu a graça.

2. Não odeie seu filho! Ele não é a causa de seu fracasso. Mas, pastor, meu filho revelou que é homossexual! Ou: Minha filha disse que está grávida, ela só tem 15 anos! É seu filho, ame-o incondicionalmente. Bata forte no pecado, diga o quanto ele ou ela vai sofrer, mas não o odeie. Seus filhos precisam de sua atenção, carinho e amor. Não será o furor do seu ódio que irá afastá-los do pecado. Será seu amor e sua intercessão por eles.

3. Não despreze seu filho! Conheço gente que troca seus filhos por amigos, cachaça, prostitutas. Gravidez indesejada não é motivo para tratar sua barriga com nojo. Foi sem querer, pastor! Esse menino será uma cruz para mim! Uma mãe no Antigo Testamento pôs o nome de seu filho de Jabez, que significa "luto" e "dor". Essa criança cresceu com este estigma. Na juventude fez uma oração que mudou sua vida: pediu para ser abençoado muitíssimo, que sua visão fosse alargada, que parasse de sofrer, que a mão do Senhor fosse com ele. Deus o ouviu e ele foi rica e poderosamente abençoado. Não despreze quem Deus ama tanto!

4.Não mime seu filho! Um filho mimado dá na mãe e no pai quando vira adolescente. Provérbios diz que o filho mimado é vergonha para os pais. Deus nos disciplina para o nosso bem. Discipline pelo exemplo e corrija suas inclinações para o mal. Conheço adolescentes que tiranizam seus pais. Uma vergonha que deveria fazer a gente corar.

5. Não desista de seus filhos! Geralmente, quando um filho nasce com algum problema neurológico ou mental, o pai é o primeiro a abandonar o lar. Filhos que viram fardo, quer seja por doença degenerativas, atitudes suicidas (como vícios ou envolvimento com o tráfico de drogas) ou pobreza extrema, são desprezados pelos pais. Acho lindo gente como Diogo Mainardi que vive para acompanhar seus dois filhos especiais ou a Irmã Jucineide e seu esposo que dedicam tempo e carinho para ser bênção para Jackson e Janikele.

6. Não seja indiferente a seu filho! Para mim, pastor, tanto faz o que vai acontecer com minha filha ou meu filho! Eles que se virem. O Pai do filho pródigo foi o primeiro a ver o rebelde voltando, moído por dentro e por fora pelo diabo. Correu, abraçou forte seu filho e chorou a volta dele para casa. A indiferença é pior que o ódio.

7. Não irrite seu filho! Tem pais que exasperam seus filhos com uma infinidade de regras domésticas, farisaísmo, palavras de desprezo, cascudos, puxões de orelha e comparações com "filhos dos outros". Não é de admirar que muitos de nossos filhos preferem andar com a "galera" que ficar em casa. Quando o diabo dá mais atenção a nossos filhos que a gente mesmo, o estopim de uma bomba devastadora acabou de ser acesso.
8. Não menospreze seu filho! A tendência é que ele vá além de você em muitos aspectos da vida. Para o salmista, filhos são como flechas - vão mais longe que o flecheiro! Seu filho pode vir a ser o presidente do Brasil, um excepcinal empresário, uma heróina nacional.
9. Não subestime seu filho! Eles são muito inteligentes! Ao descobrirem o ponto fraco dos pais, fazem todo tipo de chantagem sentimental para alcançarem os seus propósitos - que nem sempre são virtuosos. Muitos filhos são viciados e alegam que "somente tomou cerveja", quando na verdade está até usando crack. Algumas meninas informam que "passei a noite na casa de Pamela", quando passou a noite na cama de "Pamelo"! Não seja enganado pelo seus sentimentos paternos, desconfie sempre, sem nunca esmorecer.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail