As cinco principais causas do ciúme


1. Trauma infantil. Quanto uma moça tem um pai "conquistador", pensa assim: "se papai que é meu pai é assim, todo homem deve ser assim". Geralmente, filhos de pais que traem seus cônjuges virão ciumentos crônicos.

2. Confiança perdida. Quando um cônjuge se vê traído, mesmo que haje pedido de perdão (e que seja um pedido sincero mesmo), geralmente o ciúme se instala para sempre. A confiança perdida gera ciúmes.

3. Projeção de si mesmo. Quando, por exemplo, um homem é "galinha", conquista todas na juventude, ao casar pensa assim: "não tem mulher difícil! Todas que quis, tive! Não acredito que minha esposa seja feita de um material diferente. Se aparecer outro, ela bem pode me trair também! Todas são volúveis!" As conseqüências do pecado da promiscuidade pode ser ciúme doentio para sempre.

4. Relacionamento sexual revelado. Acontece quando um dos cônjuges revela as aventuras sexuias que teve no passado: onde, quando e, principalmente, como! O atual parceiro "se morde de ciúmes" de que a temporada de aventura recomece.

5. Insegurança. Todas as pessoas que tem baixa-estima são ciumentas. Como não se consideram, consideram que todos(as) são mais interessantes que que ele(a). Valorise-se e seu parceiro o respeitará. Deprecie-se e seu parceiro não dará valor a seus sentimentos. Um inferno que se retroalimenta.

2 comentários:

Hugo Otávio disse...

Valeu pastor!
Esse tópico é muito interessante mesmo!

Anônimo disse...

Tudo a ver esse ultimo comentário, Temos que nos valorizar p ter o respeito do nosso parceiro, não podemos nos depriciar, td a ver Mt boa essa ultima colocação.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail