Gratidão dura pouco, raiva é para toda vida


Ouvi, recentemente, uma entrevista com um consultor de empresas, que me chamou a atenção. Ele afirmou que uma pesquisa inédita revelou o que há por trás da ingratidão e do ódio. Segundo pesquisadores, o ser humano recebe na vida, socorro, ajuda e auxílio ou é alvo de indiferença, desprezo e oposição. Todos nós nos chocamos ou nos soerguemos em nossos relacionamentos. O problema é a reação a cada uma dessas atitudes. Quando somos ajudados, nos esquecemos do favor a proporção de 20% ano, o que significa que em cinco anos esquecemos totalmente o bem recebido. Nossa gratidão tem prazo de validade. Apenas cinco anos depois, tratamos com indiferença quem fez toda diferença em nossa vida. Em contrapartida, quando somos ofendidos, desprezados ou sofremos revezes, nossa natureza registra na memória para sempre! nosso ódio não tem prazo de validade. Rancor dificilmente passa. Ele é revivido quando se olha ou se pensa na pessoa que nos magoou e humilhou! Essa é a natureza humana – boa memória para esquecer coisas ruins e péssima memória para dizer obrigado. Por favor, não se esqueça que você esquece quando não deveria e se lembra para sempre do que não devia.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail