Conselhos aos empresários cristãos

1. Não obrigue os seus colaboradores a ouvirem música evangélica o dia todo. Você quer evangelizar não torturar, certo? Procure uma rádio de notícias, como a CBN, e mescle a programação evangélica com outros bons estilos musicais.
2. Trate seus colaboradores como queria ser tratado se fosse empregado deles, com dignidade e respeito. Tudo que a gente faz de justo volta para a gente em forma de bênção. Não grite com, nem humilhe eles a sós ou, bem pior, na presença dos demais. Uma humilhação é como o primeiro sutiã: inesquecível.
3. Não trate seus empregados como seus amigos. Eles não são! São trabalhadores em busca de um salário. Eles não amam você. Quando se desligarem da empresa nunca mais darão um "alô". Trate seus colaboradores como empregados: dê a eles o que a lei determina. Nem mais, nem menos.
4. Tente criar um ambiente bom de trabalho em sua empresa. Colaboradores bem-humorados, que são respeitados e que dominam o seu ofício trabalham mais e produzem melhor. Ilumine o local de trabalho com elogios sinceros, correções oportunas e camaradagem. Gente não é máquina. Gente responde a estímulos.
5. Procure voltar a sala de aula ou seja um autoditada. Se você continuar fazendo o que sempre faz poderá ficar para trás. Leia, estude, pesquise, use a internet a seu favor.
6. Jamais deixe de frequentar as reuniãos da Igreja de Cristo. Sem Deus, você não é nada. Sendo um cristão verdadeiro você terá forças para suportas as pressões do dia-a-dia, terá saúde emocional e espiritual para enfrentar as adversidades e poderá ser rica e poderosamente mais abençoado. A sua empresa só será dirigida por Deus se você for temente a Deus.
7. Seja sábio, sensível, justo e bom. Mesmo que sofra muitas decepões com gente, continue sábio, sensível, justo e bom. Não permita que os desapontamentos endureçam o seu coração. Lidar com gente não é fácil: eu sei o que estou escrevendo. 

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail