É tudo lenda*


Elefantes não têm medo de ratos

Um rato, para os elefantes, é como uma formiga para nós.

As avestruzes não enfiam a cabeça na terra

Se fizessem isso, morreriam sufocadas. Suas pernas são suficientemente grandes para essas aves se defenderem de quem as ataca - ou para fugirem correndo. Elas, na verdade, encostam o ouvido no chão para perceber a vibração do solo e a aproximação de eventuais predadores. Nessa posição, o animal também consegue se misturar com a vegetação e afastar qualquer perigo de ataque.

Os camelos não armazenam água em suas corcovas

A corcova é um grande depósito de gordura. O corpo do camelo vai usando a gordura das corcovas aos poucos como alimento. Por isso eles podem viajar longos períodos pelo deserto sem comer, o que faz as corcovas diminuírem de tamanho nessas ocasiões.
O elefante não bebe água com a tromba
A tromba é o nariz do elefante e funciona como um canudo. Ele puxa a água e a esguicha na boca ou nas costas. Ele é capaz de armazenar 10 litros de água na tromba.

Papagaios não falam

Os papagaios apenas imitam os sons que ouvem. Os formatos recurvados do bico, do palato (céu da boca) e da língua, associados à parte respiratória, facilitam a reprodução de sons mais graves, parecidos com a voz do homem. O mainá, pássaro nativo da Índia, imita a fala humana com mais fidelidade que o papagaio.

O pônei não é um cavalo bebê

O pônei é, na verdade, uma espécie de cavalo anão. Mesmo adulto, jamais chegará ao tamanho de um cavalo.
*Do site "Guia dos Curiosos".

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail