Uma tremenda crise de identidade


Hoje estamos vivendo uma tremenda crise de identidade, em muitos setores da vida nacional. Uma parte considerável da igreja católica sonha em ser evangélica. Inclusive dorme embalada em música gospel. Uma parte considerável da igreja outrora chamada protestante que agora não protesta contra mais nada, nem contra o pecado. Muitos pais perderam o rumo e renunciaram para algum filho a direção da vida do casal. Muitos pastores evangélicos aderiram de vez ao esoterismo, à auto-ajuda e ao misticismo. Nunca, em momento algum da história, tantos evangélicos conhecem tão pouco do Evangelho de Jesus Cristo. Muitos líderes religiosos perderam o senso de pudor e humildade: querem ser apóstolos e viraram a cobertura sem a qual qualquer crente está “perdido”. O presidente Lula virou santo, mesmo tendo os pés de barro e ferro. Hoje, os jovens não sabem o que querem da vida, nem quando chegam aos 25 anos. Meninas fazem uso do álcool com a mesma desenvoltura dos meninos. Ninguém sabe o que quer nem para onde vai, somente que estão existindo. A força policial virou ONG. As ONG’s viraram um cabo eleitoral de políticos inescrupulosos. Os crentes, hoje, não sabem mais a diferença entre Teologia da Prosperidade, Teologia dos Fariseus e Evangelho de Jesus Cristo. Quem assiste todos os programas evangélicos na televisão aí sim é que ficam desnorteados. O fim chegou, gente. O fim chegou.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail