Sofrendo na mão do namorado, filha?


A vida é um paradoxo. Às vezes, um verdadeiro filme de terror. Todos conhecemos moças que namoram rapazes que as tratam muito mal. Em casa, elas são tratadas a pão de ló pelo pai, pela mãe, pelos irmãos. Mas comem o pão que o diabo amassou nas mãos dos namorados. Elas se submetem a esse tipo de namorado por vários motivos, mas o principal é que estão apaixonadas demais para acabar o namoro e até para perceberem que são vítimas num relacionamento doentio. Os pais ficam atônitos e... atônitos ficam. Com medo de estarem conspirando contra a felicidade da filha querida, os pais apenas assistem a filha minguando, definhando, falecendo, murchando. Eu quero dizer uma coisa as apaixonadas pelo estampa de um estúpido: saia daí enquanto é tempo. É melhor chorar agora que chorar o resto da vida. Antes que o idiota a convença a se casar com ele, mande ele pastar! Sofrendo na mão do namorado, filha? Sofre porque quer. Sofre porque gosta. Sofre porque não sabe a diferença entre amor e paixão. Sofre porque tem vergonha de dizer que o namoro fracassou. Quem trata você mal no namoro, duvido que trate você bem depois de dez anos de casado. Se ele é um imbecil no namoro, nem imagino no que se transformará depois da lua-de-fel.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail