Fazendo a diferença


A Igreja de Jesus Cristo nasceu para fazer a diferença. Todas as religiões são iguais. Ou na gênese ou nas doutrinas ou na forma de opressão. A Igreja de Jesus Cristo difere e existe para realçar as diferenças entre ela e os demais ajuntamentos humanos. As religiões e seitas tem força. A Igreja tem poder. As religiões e seitas anseiam por dinheiro, poder de sedução das massas, fama, prestígio político. A Igreja de Jesus Cristo existe para servir, para cuidar, para resgatar o moído. Ela anuncia o Reino de Deus, jamais os feudos do homem. A igreja que quiser fazer a diferença neste mundo precisa ser igual a Jesus. A simplicidade, as amizades, as palavras, as ações e o jeito especial de tratar gente transformou Jesus numa Luz inigualável no mundo. Buda, Maomé, Maria, Alan Kardec empalidecem quando expostos à comparação com o Mestre da Galiléia. Não que Jesus quis se comparar a alguém. Ele, saudável, não precisava constantemente testar sua autoestima. Mas, quem é digno de desatar as sandálias de seus pés? O que temos hoje é muita iniqüidade solene. Pedofilia, abuso de poder, ganância, amor ao dinheiro, líderes psicopatas. Não me admira que o número de ateus venha aumentando a cada pesquisa do IBGE. Eu também seria ateu, se Jesus Cristo não tivesse me resgatado. Preferia não ter vida espiritual que ser mais um inocente útil nas mãos de Roma. Jesus fez a diferença em minha vida. A Igreja deveria fazer o mesmo na vida das pessoas.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail