O que dar de presente a Quem já tem tudo?


Não conheço ninguém que não goste de receber presentes. A gente pode, no dia de nosso aniversário, até prescindir de festa, mas de ganhar presentes, não. Receber um presente melhora nossa auto-estima, é uma prova de que somos amados. Tem gente que até faz a contabilidade: gastei cinco mil na festa de aniversário, recebi uns três mil de presentes... fiquei no prejuízo. Quase fugi do tema, mas o que queria dizer é o que estou tentando escrever: todos gostamos de receber presentes. Creio que até Deus gosta. O problema é de outra natureza. O problema é o que dar a Quem já tem tudo? Do Senhor é a prata e o ouro. O céu, a terra, o mar, e tudos o que neles há, já pertencem ao Senhor. Tudo Dele. Jesus não tem falta de nada. Nesse Natal, não se estresse com o que vai dar a sua mãe, a seu patrão, a seu melhor amigo. Se não puder, não dê nada. O foco do Natal ainda é Jesus. Ele é o Aniversariante. Ele é Quem deve receber um presente... da gente! Os magos do Oriente presentearam ouro, incenso e mirra - além da mais pura adoração. Os anjos deram louvores. Os pastores que guardavam as ovelhas nos campos, na madrugada em que Jesus nasceu, deram o apropriado presente de anunciarem a quem interessar podia que nascera o Salvador, que é Cristo o Senhor. Mas... e a gente? O que dar ao Dono de Tudo? O que seres miseráveis podem dar ao Deus que é Riquíssimo? O que uma criatura pode dar ao Criador? Sugiro alguns presentes que até o mais pobre dos mortais poderia dar ao Senhor Jesus. Primeiro, dê ao Senhor a exclusividade de seu louvor. "Não darei meu louvor a ninguém mais - só a Cristo". Os magos deram presentes a Jesus - não à Maria nem a José nem à lapinha! Segundo, dê ao Senhor o seu coração. "Da-me, filho meu, o teu coração". Dar o coração é dar-se completamente a Ele: corpo, alma, espírito, vontade, inteligência, emoções. "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo!" Terceiro, dê ao Senhor a exclusividade de sua fé. Confie somente Nele para a sua eterna Redenção. Só Jesus Cristo pode redimir a tua alma. Só Ele é Salvador. Quarto, dê ao Senhor toda sua gratidão. "Não houve quem voltasse para dar graças a Deus, senão este estrangeiro?" Poucos são gratos, com propriedade, ao Senhor. A maioria agradece a sogra, ao patrão, a uma imagem de escultura, ao padre pop, ao diabo até... as vitórias, as conquistas, a saúde, a paz que, na verdade, vieram do Misericordioso Deus. Não conheço nenhum aniversariante mais "frustrado" que Jesus Cristo - se me permite dizer que Deus, de alguma forma, se frustra com alguma incongruência nossa. Uma parte dos "cristãos" diz que o Natal é do diabo, por isso não o celebram. Santa ignorância! Outra parte, adora a lapinha. São os cristãos equivocados. A grande maioria, vai às comprar para presentear... familiares, amigos e até inimigos. E para Jesus? Nada! Só alguns poucos reconhecem que o Natal não é de Papai Noel... é de Papai do Céu! E, com terna alegria, se prostram juntos com outros irmãos e oferecem ao Senhor, verdadeira adoração, todo nosso ser, bem como nossa fé e nossa mais sincera gratidão. Quatro presentes que não não podem ser comprados nos shoppings. Quatro presentes que só os genuínos cristãos costumam dar a Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo. E Papai Noel? Às favas, com ele!

Um comentário:

Allyne Evellyn disse...

Muito bom! Primeiro texto sensato e objetivo que leio sobre o natal!

Receba mensagens desse blog no seu E-mail