Indícios de um adultério


O que vou expor abaixo são indícios de que há um adultério em curso. Indícios. Não foram inventados por mim, mas fruto de uma séria pesquisa com terapeutas de casais e de depoimentos de mulheres que foram traídas. A intenção é restaurar a família, jamais criar uma atmosfera de neurose e paranóia dentro de casa. Talvez não esteja acontecendo rigorosamente nada de errado com seu marido. Talvez esteja acontecendo tudo. Veja os sinais mais comuns de que alguma estranha entrou na freqüência:
1. Ligações telefônicas estranhas/celular escondido. O que antes era posto em cima da mesa, agora vive oculto dentro do bolso. Recebe chamadas e se esconde para conversar a sós.
2. Cheiros suspeitos. O clichê da mulher desconfiada com perfume diferente na roupa do marido, infelizmente, é clichê verdadeiro.
3. Cuidado exagerado com a aparência. Homem que está vivendo um “grande amor”, geralmente, se cuida mais. Cabelos cortados, bigode aparado, bem-vestido, dentes impecavelmente escovados para... ir trabalhar?! A vida trata melhor quem se veste bem. As vezes, entretanto, se vestir tem objetivos bem menos profissionais.
4. Ausências prolongadas. Um homem que está tendo um affair precisa de tempo para namorar, jantar fora, ir a motel, fazer sexo, levar a amada para casa... Quem trai tem que arrumar álibes para suas escapadas: trabalhando até mais tarde, trânsito, amigo convidou para uma conversa particular.
5. Perda do apetite sexual. Homem estressado faz menos sexo que homem de bem com a vida. Para trair, o homem gasta uma energia imensa: mentir, saciar a fome de amor da outra, esconder de tudo e de todos as escapadas... Saciado, que o homem esfrie drasticamente o relacionamento amoroso com sua esposa.
6. Brigas sem motivo ou grandes hiatos de mau-humor. Se o homem está gostando da aventura com a “outra”, se avolumará dentro dele repulsa pela esposa. Caso o “love store” esteja gerando remorso ou arrependimento, se avolumará dentro dele um sentimento de culpa esmagador. Ou ele briga com a esposa ou briga com ele mesmo.
7. Projeção de seu mau comportamento. Trair dói. A consciência vira um tribunal terrível. O sentimento de culpa pode ser esmagador. Para compensar, a mente do homem acusa sua esposa de, também, não ser um primor de ética conjugal. Grande parcela dos homens que traem desenvolvem um ciúme doentio da esposa. Ele sofre, mas ela sofre em dobro.
8. Ameaças veladas de divórcio. Quando um homem propõe divórcio pode ser porque imagina que o relacionamento está falido. Entretanto, em muitos casos, há um relacionamento extra-conjugal soprando a proposta de separação.
9. Medo. Alguns homens entram em pânico quando estão vivendo vida dupla. Medo de ser descoberto pela esposa, de ser desmascarado pelos filhos, de sofrer rejeição por parte de amigos e familiares. Até sandália arrastando deixa ele sobressaltado, com os nervos à flor da pele. Seu marido vive sobressaltado? É medo de ser descoberto.
10. Acusações infundadas. Quem trai pode acusar quem é traído de ser um mau cônjuge. È mais uma forma de auto-engano, pois ser o adúltero numa relação é simplesmente insuportável. Você não me ama! Desde quando casei com você, minha vida virou um inferno! Conheço mulheres que me tratam melhor que você! São acusações infundadas que só fundamentam o inferno psicológico em que ele vive.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail