Grato pelo que não aconteceu


Uma das maravilhas da Graça de Deus é o que denominamos "livramento". Acontece quando Deus nos poupa de uma tragédia, um acidente, uma tentação ou um plano maligno bem urdido contra nós. Nesse caso, Deus não intervém para solucionar o mal, Ele age evitando o mal. Ele nos livra. Ele se antecipa, em nosso favor. Ele frustra os nossos inimigos. A gente não sente nem vê, mas o Senhor vem em nosso auxílio, impedindo o dano - e fica tudo oculto pelo manto invisível do sobrenatural. Não dá para dizer na hora "obrigado, Senhor". Como ser grato, se Deus não nos revelou os detalhes de sua Graça operando invisivel e eficazmente em nosso favor? Ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Por isso, agradeço ao Senhor pelo dano físico e espiritual que Ele evitou que acontecesse em minha vida. Grato sou pelo "quase' e pelo 'ia acontecer". Louvado seja, Senhor, quando, com amor, interferisse em nosso favor, evitando o acidente, a queda espiritual, a doença, a vergonha, o prejuízo, a dor ou o escárnio! Louvado seja, Senhor, quando frustrasse o diabo, deixasse nossos inimigos tontos e cancelasse a festa de quem nos deseja mal. Obrigado pelo que nunca aconteceu!

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail