E se não houvesse amanhã?


Vivemos hoje na certeza que haverá amanhã. Por isso, procrastimos, nos preocupamos, guerreamos e somos artificias como plástico em nossos relacionamentos. E se tivéssemos a certeza que o amanhã não existirá? Se houvesse somente hoje? O que faríamos no último dia vivos? A maioria esmagadora entraria em colapso. Alguns, entretanto, viveria este último dia como nunca viveu a vida toda. Valorizaria sua família. A esposa seria beijada como nos tempos do namoro, os filhos se voltariam para os pais ternamente gratos e cada momento não aproveitado no passado para estarem juntos seria a causa de arrepedimento e remorso. Perdoria seus desafetos. Na iminência do fim, fica fácil liberar perdão, revelando o quão maligno é guardar rancor e sentimento de vingança. Seria interessante saber de linhas telefônicas congestionadas por gente ávida por livrar sua consciência de intrigas. Haveria vida nos cultos. Os cânticos e particiações especiais seriam tocantes; a presença dos crentes seria maciça e rica de quebrantamento; o pastor pregaria com graça somente o evangelho. O falso senso de eternidade subtraiu do homem sua humanidade. Talvez por isso, Jesus pediu: viva um dia de cada vez, basta a cada dia o seu mal... como se não houvesse amanhã!

3 comentários:

hugotavio disse...

É verdade! É necessário desde sempre valorizar aquilo que Deus tem mostrado na vida de cada um pois não somente em situações difíceis deve-se perdoar, amar o próximo, mas sim construir ao longo dessa caminhada até que Cristo venha e leve-nos para habitar com Ele nas alturas.

Danilo disse...

pastor seu site ficou uma benção, que a cada dia Deus possa estar te abençoando rica e poderosamente.
grandes coisas fez o Senhor por nós e por isso estamos alegres.ds

Patrícia disse...

Pastor Geraldo seu site tá uma bênção...
Que o Senhor Jesus possa te abençoar e realizar os desejos do teu coração segundo a sua vontade.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail