Pastor não é um coitado


Trabalho oito horas por dia numa empresa privada, tenho esposa e filhos, pela graça de Deus (não uso de falsa modéstia, Ele sabe) presido a maior comunidade evangélica de Surubim - e mantenho este blog atulizado diariamente. Sei que sou invejado, odiado, perseguido e sistematicamente tentado. Milhares de homens e mulheres servem ao Senhor como eu. Anônimos para sua cidade, mas conhecidos no céu e temidos pelo inferno. A quem me despreza ou me deseja mal, qualquer que seja o motivo, não tenha nada a lhes dizer. Cada um, se tiver coragem de enfrentar fatos, consulte sua consciência e saberá porque nutre sentimentos negativos. A quem me ama e deseja bem, faça tudo (ore por mim, me abençoe, me defenda quando covardemente me denegrirem), mas não tenha pena de mim. Não sou um coitado! Sei quem sou em Cristo. Quem deseja o episcopado excelente obra deseja. Coitado é quem vive uma vida de inferno. Eu, não! Sou filho de Deus: livre, grato e realizado. Sei em quem tenho crido e estou certo que é poderoso para guardar meu depósito até o último dia. Colega pastor, não faça beicinho quando externarem peninha de você. Permita que suas ovelhas adorem a Deus enquanto admiram tua paixão pelo Senhor. Levante a cabeça, pastor, você é especial para Deus.

2 comentários:

Hugo O. disse...

Ei pastor também posto algumas reflexões sobre a palavra de Deus e sobre a vida. Se quiser dar uma olhada fique a vontade! Paz!
O meu site é:
http://hugotavio.multiply.com/journal
Parabéns pelos textos!

Luciano França disse...

ESTA MENSAGEM É REALMENTE VINDA DE DEUS.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail