Quando saber se uma "igreja"só quer o seu dinheiro

1. Quando, durante a reunião, lhe for entregue um, dois ou mais envelopes. Você chega em casa parecendo que se encontrou com o carteiro do bairro
2. Quando, ao "pregar", o "pastor" chantagear com cobranças de mais e mais dinheiro.
3. Quando você perceber que na "igreja" que você frequenta o assunto é só isso: oferta, campanha, "seja sócio", seja coluna, envelope, entrega de "tudo" ao Senhor.
4. Quando, a despeito de se pregar "cura, sinais e milagres", tudo termina em dinheiro, oferta de amor, desafio.
5. Quando o "pastor" diz que vai orar por você no monte, mas que precisa de uma oferta junto com um pedio de oração dentro de um envelope!
6. Quando o "pastor" diz que a reunião é para todos: "católicos, evangélicos, espiritas, sem religião". Ou seja, ele é que é o bom.
7. Quando, na nomenclatura da "igreja" existir palavras de gente megalomaníaca, tais como "mundial, interplanetária, universal, do sistema solar, internacional".
8. Quando os pastores forem jovens demais, dando até a impressão que nem ler sabem. São novos convertidos, arrebanhados para "abrir igrejas", sme nenhuma densidade teológica. Lanço um desafio: 90% deles nunca leram nem o Novo Testamento todo.
Tome cuidado com os devoradores de almas: os lobos estão atrás de todo seu dinheiro. Depois não diga que eu não avisei!  Respondeu-lhes Jesus: Acautelai-vos, que ninguém vos engane. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; a muitos enganarão.

Um comentário:

Elizeu Paulino disse...

Em cada um dos tópicos poderíamos citar uma denominação, é lamentável.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail