A presidenta e o presidento

Escrever e falar bem faz bem a qualquer um. Não sou um especilista em português, apesar de manter este blog há anos, ter uma meia dúzia de livros escritos e ter feito um curso básico de jornalismo na década de 1990. Mas, gosto de ler um bom texto e conversar com gente que sabe o que diz e como diz. Uma das coisas que mais me desagrada neste governo é a maldade deles com a imprensa, com os que discordam dos métodos deles de se enriquecerem com o dinheiro dos impostos e a aversão deles ao estudo e ao conhecimento. Num país civilizado, o ministro da educação já teria sido exonerado há anos. Por vários motivos, mas principalmente por incompetência. Ouvindo ou assistindo qualquer político falando, eu sei se ele faz parte da base aliada ou se é de oposição. Todos, sem excessão, da base aliada chama Dilma de presindenta Dilma. Ela não é a presidente, é a presidenta. Presidenta pode ser usada, mas emburece quem fala. Daqui a pouco, os brasileiros estarão falando que vão conversar com a gerenta. As funcionárias que prestam serviço numa escola não serão mais serventes, serão serventas. Eu acho, sinceramente, que usar presidenta é uma forma de chalerismo. Todo mundo sabe que Dilma era a gerenta de Lula. Uma espécie de Xerifa. Entre todas as maldades que o presidento Lula deixou para o Brasil está o assassinato da língua portuguesa. Ele é averso a leitura e está fazendo dessescola. A continuar assim, um dia todos estaremos relinchando feito um... jumento!

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail