Maldades que fazemos a nós mesmos

A gente pode fazer muito mal aos outros. E podemos fazer muito mal a nós mesmos. O mal que causamos aos outros é malignidade. E o mal que causamos a nós mesmos é sadismo. Claro, poucos são os que se maltratam com consciência da infelicidade que praticam. Mas, é inescapável: gostamos de ser verdugos de nós mesmos. Davi causou muito mal a si quando saiu com a mulher errada de  um amigo certo. Ele não foi o único, não. A Bíblia está cheia de relatos de maldades causadas pelo malvado contra si mesmo: Lúcifer, em sua rebelião, virou Satanás e Diabo. Adão e Eva perderam o paraíso para sempre. Judas, o Iscariotes, fez besteira inominável. Se você volver os olhos há de encontrar um vizinho, um parente, um conhecido, um amigo, um irmão na fé que se lancetou gravemente. Uns, irremediavelmente. As causas mais comuns dessa maldade são: 1. Surto de vaidade e soberba. 2. Crise da meia-idade. 3. vícios. 4. Maldição. 5. Imaturidade. 6. Precipitação. 7. Momento de extrema fraqueza. 8. Convivência com  gente sem alma. 9. Tentação maligna. 10. Conforto demais, que gera luxúria. Por favor, não faça mal a sua alma! Por favor, páre de se martirizar. Por favor, deixe agora de ser seu maior inimigo. Pelo menos, deixe de ser hostil contra si mesmo. Já não basta tanta gente querendo o teu mal? Não se junte a eles contra você.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail