Queimar navios

No Wikipédia, queimar navios significa "seguir em frente, com confiança absoluta na vitória final. Origem: Agátocles, tirano de Siracusa, após o desembarcarque nas costas da África, numa expedição marítima contra os cartagineses, mandou queimar todos os próprios navios e marchou contra Cartago, onde alcançou a vitória. Fez isso para anular qualquer possibilidade de fuga ou recuo, pois sem os navios seria impossível voltar atrás". Ainda na enciclopédia digital "conta-se que o mesmo estratagema foi utilizado por Menelau, Régulo, Juliano, Guilherme o conquistador e ainda por Cortez, no México". Fiz outra busca e veja o que se diz do Fernando Cortez, que pode ser verdade: "A conquista do México no ano de 1519 se deveu em grande parte a Fernando Cortez, um espanhol que lá chegou com algumas centenas de soldados em seus navios. Eles atravessaram o oceano Atlântico e ancoraram seus navios nas praias mexicanas.A terra era totalmente desconhecida e perigosa. Habitantes estranhos, indígenas ocupavam o local; não havia uma civilização adiantada segundo os termos europeus. Fernando Cortez tinha a missão de conquistar aquelas terras para a Coroa Espanhola. Então ele e seus soldados desceram nas praias mexicanas. Cortez ordenou que a tropa ficasse enfileirada e disse: Quem quiser regressar para a Espanha, os que têm medo das lutas que iremos encontrar neste continente desconhecido, entrem nos navios. Nenhum soldado se apresentou.Assim Fernando Cortez mandou que colocassem fogo nos navios e incendiassem as naus até que elas se transformassem em cinzas. Os soldados queimaram os navios para ficar bem claro a todos que eles haviam entrado numa luta e não havia regresso. Agora era vencer ou morrer.Todos que estavam com Fernando Cortez no México se dedicaram de uma tal maneira à conquista daquela terra que foram vitoriosos. Eles sabiam que não havia outra alternativa a não ser ir em frente e vencer". Nem todos que venceram precisaram queimar navios. Porém, todos que queimaram navios estavam decididos a vencer. Talvez essa seja uma das diferenças entre os homens comuns e os extraordinários.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail