O crente menino X o crente maduro*


O crente menino vai ao culto para “binoclar a vida dos outros”, para encontrar defeitos. O crente maduro vai ao culto para adorar ao Senhor.
O crente menino é desobiente e rebelde. Faz parte da natureza dele. O crente maduro vence, e é feliz, pela prática obediência.
O crente menino murmura, resmunga, reclama, choraminga. O crente maduro suporta tudo em silêncio, com bravura.
O crente menino tem dificuldades de interagir com Deus. O crente maduro ouve e vê Deus com extrema facilidade.
O crente menino é naturalmente ingrato. O crente maduro agradece a Deus em tudo.
O crente menino se envaidece pelos dons que tem. O crente maduro é reconhecido pelo fruto que dá.
O crente menino quer ser o centro das atenções (bilu, bilu, tetéia). O crente maduro tributa com facilidade toda honra e toda glória ao Senhor.
O crente menino é uma presa fácil dos lobos. O crente maduro não se deixa enganar pelos falsos pastores.
O crente menino é instável, vive de modismo em modismo, não se fixa. O crente maduro é totalmente confiável e inabalável em sua espiritualidade.
O crente menino é conhecido pelo seu carismo. O crente maduro é reconhecido pelo seu caráter.
O crente menino só se alimenta de leite (dieta de festa, feito criança). O crente maduro come de tudo.
O crente menino é uma fonte perene de problemas. O crente maduro é uma fonte constante de soluções.
O crente menino precisa de constantes cuidados, cuidados especiais. O crente maduro cuida bem dos outros e muito bem de si mesmo.
O crente menino, sozinho, faz besteira. O crente maduro, sozinho, faz a diferença.
O crente menino pede. O crente maduro dá.
O crente menino muda conforme as circunstancias. O crente maduro não muda de jeito nenhum.

*Crente menino é ameninado. Crente maduro é varão perfeito.

Um comentário:

Diougnes disse...

Gosto muito da forma como escreve, embora divirja da minha. Inclusive, gostaria de desenvolver temas daqui no meu blog.
Abraço.

Receba mensagens desse blog no seu E-mail