Quando é tarde demais


Há momentos que ainda dá para tentar uma reação. Escrevi há algum tempo que "nunca é tarde demais" para muitas coisas e muitas situações. Entretanto, há momentos em que, se quisermos manter a saúde emocionall, precisamos entregar os pontos. Tudo tem limites. Foi tarde demais para o rico que morreu e foi levado para o lugar de tormento. Erguendo os olhos, tentou contemporizar, convensar, pedir um arrego. Mas, já era tarde demais. Assim como foi tarde demais para Judas Iscariotes. Depois da vil traição, ele cruzara em definitivo a linha vermelha. Existe caminhos sem volta, decisões finais, situações está além do arrependimento. É tarde demais quando, repreendido, a gente endurece a cerviz. É tarde demais para quem persegue a Igreja de Jesus Cristo. Será tarde demais para quem quiser se converter depois da morte. Eu me preocupo quando Deus diz que é tarde demais para o apelo de um ser humano. Quando Deus diz não, sendo não mesmo, horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo. Esaú trocou a primogenitura por um prato de lentilhas. Depois, correu atrás da bênção. Era tarde demais. Só rstou o choro, a mágoa que durou anos e se contentar em ser o último quando deveria ser o primeiro. Pense nisso, essa semana: é muito triste quando "é tarde demais".

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail