A Guerra dos Roses


Danny DeVito fez alguns personagens memoráveis do cinema dos aos 1980, além de ter trabalhado com grandes diretores. Você não sabe de quem estou falando? O baixinho que atuou como Pinguim do segundo filme Batman e o baixinho Irmãos Gêmeos com Arnold Schwarzenegger. O que pouca gente sabe é que ele também dirigiu alguns filmes, sendo o mais vistoso deles A Guerra dos Roses. A Guerra dos Roses é um filmaço, a começar pela dupla Michael Douglas e Kathleen Turner. O roteiro é redondo e bem escrito. Trata´se, basicamente, de um casamento que entra em crise, levando os cônjuges a entrarem em rota de colisão. Eles estão juntos a 18 anos, mas suas vidas aos poucos se distanciam até o ponto de se emaranharem numa rede de ódios e vingança. Ceio que todos casais deveriam assistir essa comédia sobre casamento. Vale mais que mil sermões do tipo "Dez passos para a felicidade no lar", "dez mil erros que o casal não pode cometer" e genéricos apresentados nos púlpitos de algumas igrejas. Ver o Casal Rose implodindo talvez salve muitos casamentos. Pelo menos, revela o fim que terá o casal que não dialoga, quem não perdoa, quem não aproveita o casamento. Uma vez na vida aparece um filme que fala de casamento sem meias verdades. Quando isso acontece, vale a pena dar uma olhada. Nem que seja para morrer de rir... ou de chorar.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail