O deus Big brother


O deus Big Brother é aquele que passa o tempo todo de olho na gente para depois mandar para o paredão. Há duas classes de seres que gostam desse deus. Os religiosos e os demônios. Os demônios gostam porque esse deus se parece com o deus deles, Satanás. O diabo é um péssimo senhor. Ele usa, abusa, humilha e destrói todos que, por infelicidade, resolveram viver longe de Deus. Os religiosos gostam porque eles pensam que ser crente em Cristo é isso aí: a igreja é um Big Brother cósmico e a gente é monitorado somente para ser enviado para o paredão. Na igreja, vivemos assustados e assombrados. Afinal, nossa hora está chegando? Por isso, muitos religiosos são dissimilados, hipócritas ou fingidos. Outros, inpreganados do espírito da casa, ficaram esquizofrênicos. Vivem como se miríades e miríades de olhos os estivessem constantemente sob vigilância. Assim, até tomar banho vira “pecado”, é carnal, é luxúria. O deus Big Brother de vez em quando dá um carro novo, faz um afago qualquer. Mas, nada compensa viver nesse inferno aonde não se pode ser a gente mesmo, estamos sempre “jogando” com o próximo, querendo sempre passar a perna no outro. No céu do deus Big Brother só entra um. Dizem que é o “melhor de cada edição”. Que nada. È o mais artificial, mais esperto, mais “gostoso(a)”, mais vazio.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail