A mulher burra


Até quem se converteu há duas horas sabe que existe um versículo na Bíblia muito usado pelas mulheres cristãs em ação. Quando querem advertir uma irmã ou amiga ou vizinha e seu comportamento em casa, com o marido e os filhos, vão direto ao baú de cliches: "A mulher sábia edifica a sua casa!" E é verdade: uma mulher que tem sabedoria - e sabedoria não tem nada a ver com inteligência - realmente é meio caminho andado para um lar feliz. O texto de provérbios vai além e crava: "e a tola com as próprias mãos a destrói". A palavra tola significa néscia, insensata, burra. Como é uma mulher sábia? A esposa sábia é operosa, prudente, previdente, carinhosa, ativa, leal, sensata... E como posso reconhecer uma mulher burra?! Bem, a mulher burra pensa que pode fazer o que quiser com o marido - que ele nunca vai pedir o divórcio. A mulher burra vive dando ordens estúpidas ao marido, tipo: "por que você não vai embora de casa de uma vez! Desapareça da minha vida!". A mulher burra não gosta de sexo. Nem quer aprender nada sobre sexualidade. A mulher que relin... burra é descuidada de sua aparência. A mulher burra é áspera no trato com seu esposo e filhos. A mulher burra gosta de péssimas companhias - e se ressente quando é alertada. A mulher burra fica envaidecida de ouvir cantadas de outros homens. Ela até estimula que isso aconteça. A mulher burra "estopora" os parcos recursos da família. Não liga para o dia de amanhã. A mulher burra não gosta do Evangelho, destesta coisas de crente. Mas, se rebola toda, feito cobra na areia quente, quando ouve falar em carnaval, pagode, noitadas, baladas... A mulher burra fica mordida com um texto como esse. A vontade que dá é mandar logo eu escrever algo sobre o homem burro ou escrever o quanto EU sou burro. Calma, ju! O chá da gente já está escoando.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail