Conselhos a uma adolescente que... engravidou!


Conselhos a uma adolescente que engravidou

No "deixe o seu recado", uma adolescente parece pedir ajuda: "Sou uma adolescente grávida - o que fazer?", telegrafou ela. Se tivesse pedido ajuda quando estava sendo tentada a manter sexo antes de casar, nada disso teria acontecido. Mas, agora, respondo, com temor e tremor e amor, que: 1) Convoque o "namorado" e conte tudo aos seus pais. E aos pais dele. É melhor eles saberem por vocês que por meio de fofoca. 2) Se o cara tirar o corpo fora (espero que ele seja homem), não tira a criança fora. Não resolva um pecado praticando outro. Aborto não é solução para transgressão sexual. Assumir publicamente as conseqüências do pecado é o primeiro sinal de arrependimento. 3) Prepare-se para... sofrer! Adeus vida de adolescente: ler, dormir e assistir filmes vão se transformar em enjôos, idas ao médico, dor e noites "de sono". Filha, é o preço da desobediência. A fatura sempre chega, sabe? 4) Arrependa-se, de verdade. Não porque a "casa caiu", mas porque reconhece que o que vinha fazendo era pecado. Peça perdão ao Senhor, que é grande em misericórdia e graça. E 5) Se precisar de oração e orientação, conte comigo. Seja forte e siga em frente. Conheço muita gente que superou transtornos piores que o seu. Não digo que será fácil. A vitória é sempre daquele que reconhece a queda, mas não desanima. Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. A questão é uma só: Você tem fibra? Que o Senhor te abençoe e te fortaleça.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail