Não se canse de fazer o bem



“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos”
Conheço muita gente que não se cansam de fazer... o mal! Entre esses, conheço um bom número de “crentes”. Tem gente respirando ameaças, vivendo a vingança, desejoso de fazer mal. Paulo, escrevendo aos gálatas, pede que a gente não se canse de fazer o bem. Na verdade, fazer o bem tem cansado muitos de nós. A gente se ressente de ser generoso porque alguns são maquiavelicamente ingratos em retribuição ou porque a compreensão é que quem é bom necessariamente é bobo. Mas, Paulo insiste: não se canse, faça o bem. Por que devemos fazer o bem? Por que devemos ser gentis, carinhosos, perdoadores, misericordiosos, ternos, compassivos, prestativos, ter um coração hospitaleiro? Primeiro, porque fazer o bem compensa. Segundo, aquilo que semeamos, haveremos de colher. Terceiro, porque nosso Deus é amor. Quarto, porque nada é tão poderoso quando ser gente boa de Deus. Quinto, porque fazer o bem faz muito bem... a gente mesmo! Há mais boas razões para ser generoso que para ser um crápula. Não se estafe praticando maldades. Não se canse de agir com misericórdia. Paulo diz que a gente vai ceifar o bem que plantarmos. E, não se esqueça o sexto motivo para não desfalecer fazendo o bem: a gente pode colher abundantemente mais do que plantamos!

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail