Uma internauta perguntou: “pastor, o que significa a expressão – tem filho que vive como servo e servo que vive como filho?” Essa é uma típica expressão dos que crêem na Teologia da Prosperidade. Significa que existem crentes verdadeiros que deveriam ser ricos, muito ricos, mas não são, porque não querem - apesar de ter o legítimo direito à prosperidade financeira. Afinal, são filhos de Deus e todo filho de Deus deve ser rico como seu Pai é. A segunda parte da frase informa que tem muita gente que não é crente, mas é rico. Apesar de “não serem de Deus”, profetizam riqueza para si mesmos, conquistam, decretam e coisas que tais. Um delírio teológico enfadonho e desconectando da realidade. Mas, essa frase pode ser entendida de forma espiritual. E aqui a expressão ganha em densidade e profundidade. Significa que tem crente que, sendo filho, vive como servo, pela lei da barganha, se esforçando para agradar o Pai, suando para ser recompensado, sem descanso, somente malhando para Deus. Afinal, ser crente é difícil demais. O Deus dele é o Patrão dele, o Xeife dele, o Torturador dele. O irmão do filho pródigo representa bem esse tipo de evangélico. Já quem é filho e vive como filho é representado pelo próprio filho pródigo. Não fez por merecer (antes, não merecia outra coisa senão o apedrejamento), foi ingrato, desobediente e pecador, mas foi recebido como filho, pelo Pai que sempre o amou, restituiu-o à família, sem nenhuma palavra de censura e fez festa quando ele retornou em completa derrota. E que festa! Graça plena, perdão completo, passado totalmente perdoado. Tem filho que vive como servo e tem servo que vive como filho. Fora estas duas interpretações, não tente entender essa frase. É simplesmente impossível.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail