Quando milagre vira exibição


Jesus palmilhou esta terra por 33 anos. Era mesmo Deus entre homens. Fez milagres, sinais e prodígios de deixar de queixo caído o mais cético dos inimigos. Curou enfermos, fez paralítico andar, deu vista a cegos de nascença, ressuscitou gente morta há quatro dias - em "avançado estado de putrefação". As multidões o queriam aclamar como Rei. Mas, nunca vejo Jesus se exibindo, lucrando com os milagres que operava, fazendo campanha de autopromoção. Venham ver o homem que ressuscita mortos! - única apresentação. Meu terno salvador se mantinha discreto, sempre fugindo de holofotes, dando ao Pai toda glória e toda honra. Quão diferente dos líderes religiosos da atualidade. Feito galinha, saem no cocorigó quando põe ovo - e até quando parece que põe! Chamam a atenção para si, usam o nome de Deus para se promoverem, ganham dinheiro com o milagre que supostamente aconteceu. Cadê o de graça recebestes, de graça dai? Cadê o convêm que Jesus cresça e que eu diminua? É patético o atual quadro de líderes cristãos. Depois reclamam de perseguição da mídia, das chacotas dos humoristas, da indiferença da população com o que pregam. Muita gente não quer mais ouvir o Evangelho. Sabe de quem é a culpa? Do secularismo? Não! Da globalização? Qeu nada! Da deprevação? Não! Do diabo, então. Não! A culpa é de muitos babaquaras evangélicos.

Um comentário:

Allyne Evellyn disse...

realmente é patética a situação atual de muitas pessoas que dizem servir a Cristo!
Senhor tem missericódia Jesus!

Receba mensagens desse blog no seu E-mail