Dez verdades sobre dízimos e ofertas


1. Dízimos e ofertas foram mantidos no Novo Testamento, aprovados por Jesus Cristo e pelos apóstolos.

2. Dízimos e ofertas são entregues por pura generosidade e gratidão dos cristãos.

3. Dízimos e ofertas podem e devem ser entregues num culto, em toda e qualquer reunião da Igreja de Jesus Cristo.

4. Dízimos e ofertas devem ser usadas exclusivamente para o bem da Igreja, crescimento e manutenção das coisas do Reino.

5. Nenhum pastor ou líder é dono do dinheiro fruto dos dízimos e ofertas ofertados na Igreja.

6. Deus não está à venda. Não usa dízimos e ofertas para comprar favores de Deus.

7. Reter dízimos e ofertas é pecado, caracterizado como ganância, avareza, luxúria.

8. Quem entrega dízimos e ofertas com alegria pode experimentar ricas bênçãos financeiras na via.

9. Quem entrega dízimos e ofertas, no mínimo, já foi muito abençoado.

10. Quem se utiliza levianamente dos dízimos e ofertas da igreja é ou será muito amaldiçoado.

3 comentários:

Anônimo disse...

antes de colocar o item nove devia ter analisado melhor romanos 8,1 e gálatas 3,13.

Anônimo disse...

desculpe, o item em questão é 10

Anônimo disse...

Há dízimo no novo testamento?
Jesus era judeu e disse que não veio para revogar a lei e sim cumpri-la. No caso da mulher adúltera ele não a perdoou e sim julgou conforme a lei. Não ficaram nenhuma testemunha e segundo a lei não poderia haver condenação sem elas. O conselho foi que ela não pecasse mais.
Os senhores (as) devem pensam que o texto acima não tem nada a ver com os dízimos, mas tem. Assim fez Jesus em Mateus 23:23 cumprindo a lei e falando sobre o dízimo.
Curiosa e esta fala de Jesus: “E todo aquele que tiver deixado... ...receberá cem vezes tanto e herdará a vida eterna.” Essa frase dita por Jesus em Mateus 19:29 é uma menção de que haveria uma recompensa só pelo fato de seguir (servir) a Jesus, independente de dízimo.
Em II Co 9:7 “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.”
Sem dúvida o apóstolo Paulo que sendo judeu (mais preciso benjamita), teria uma oportunidade para falar de dízimo mas como vemos ele rejeita essa possibilidade por não mais estar sob a lei antiga.
Romanos 10:04 “Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.”

Receba mensagens desse blog no seu E-mail