Como as famílias mudaram


Como já ouvi, ninguém muda o tempo, mas o tempo muda a todos. O tempo mudou inclusive a família. Em 30 anos dá para se notar como a família mudou. Até um ser de outro planeta percebe que algo vai mal. Antes, quando um filho não passava de ano, ai do filho. Hoje, se um filho não é aprovado, ai do professor. Antes, quando nossos pais nos levaram pela primeira vez para a escola, a gente chorava. Agora, quem chora são os pais. Antes, a família era composta de pai, mãe e quase uma centena de filhos. Hoje, a família é composta de pai, mãe e meio filho. Antes, as famílias eram compostas de pai, mãe e filhos. Hoje, é composta de pai com filho de outra com mãe com filho de outro... e um ou dois filhos do casal. Antes, os filhos tinham medo dos pais. Pavor, mesmo. Hoje, os pais morrem de medo dos filhos. E ainda são ameaçados com o Conselho Tutelar e o Estatudo da Criança e do Adolescente. Antes, os meninos eram preparados para serem os mantenedores da casa e as meninas para serem ótimas donas de casa. Hoje, nem as jovens cuidam bem de uma casa, nem os rapazes entendem nada de responsabilidade familiar. Antes, as pessoas casavam e viviam num inferno, mas não se separavam. Hoje, se separarem, mesmo vivendo num paraíso... e não querem nem saber de casamento! O tempo médio de convivência, antes de estourar um divórcio era de 15, 20 anos. Hoje, não passa de 2 anos. Antes, a família almoçava juntos todos os dias. Hoje, não se almoça juntos nem no domingo. Aliás, o domingo hoje é do shopping. Antes, os filhos chamavam os pais de "senhor e senhora". Hoje, chamam de você, bicho, cara, véia... sacou?

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail