Maratonistas de bençãos



Jesus Cristo, ao instruir seus discípulos após sua ressurreição, declarou algo que deveria ser guardado com zelo e toda obediência pelos crstãos: Estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. Pelo informado, "os sinais seguirão os crentes". Onde formos, os milagres, as bênçãos, os sinais acontecerão. Na contramão do alerta de nosso Salvador, uma multidão de crentes nervosos vivem correndo atrás dos lugares ou pessoas que supostamente detem o poder do sobrenatural. Ouvem falar de "um pregador de poder", uma profetiza "canela de fogo", um "culto poderoso" e deixam tudo para ficar o mais próximo possível do derramento de poder. Paulo fala de comichão nos ouvidos. Eles não dão ouvidos a Paulo. Eles não querem saber de apreender princípios bíblicos, querem mesmo é ver milagres - ou melhor, sentir algo que seja marcante. Estão viciados em "emoções". Se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Os caçadores de bênçaos não querem saber das palavras do abençoador... querem é continuar correndo, ansiosos, atrás das supostas bênçãos.

Nenhum comentário:

Receba mensagens desse blog no seu E-mail